No início dos anos 1940, o cartunista Carl trabalhava na empresa de seus sonhos, a poderosa Disney. Apesar disso, não estava nada satisfeito: uma sinusite o incomodava diariamente.

Seu médico revelou a causa: o ar condicionado do estúdio, que deixava o ambiente seco e com agentes infecciosos. O tratamento: sair imediatamente daquele lugar e, de preferência, viver num clima quente e úmido.

Mas como largar o ótimo emprego? Até Walt Disney já havia notado o seu talento.

Sabe quando aquela pessoa chega atrasada na reunião ou não entrega um projeto no prazo? Pois é, essas atitudes podem influenciar o comportamento do restante do seu time, e para pior!

 

Em todo grupo de pessoas, seja em uma organização, um time ou um projeto, existe uma forte tendência à conformidade e ao comportamento em grupo. Os seres humanos são animais gregários e tendemos a querer nos comportar como o restante do grupo, gerando o chamado GroupThink  — que faz com que que as pessoas tomem decisões ou ações com as quais dicordariam individualmente.

 

 Por isso, a pior pessoa do time define o que é aceitável.

 

DESLIGAR ALGUÉM REQUER ALGUNS CUIDADOS PARA MINIMIZAR O IMPACTO TANTO NA EMPRESA QUANTO NO PROFISSIONAL

É quase unânime entre os líderes que o momento do desligamento de um colaborador é sempre delicado. É uma situação que reflete no profissional desligado, na equipe que permanece empregada e na imagem da empresa no segmento em que atua. 

Para o funcionário, por mais que tenha recebido feedback de seu gestor, muitas vezes é um choque e a sensação de insegurança pode tomar conta. Para a empresa, além da tarefa de demitir, fica o dever de informar aos colaboradores que permanecem e, também, de tranquilizar a todos.

O questionamento que fica é: como fazer isto de forma responsável e planejada? Como administrar e minimizar o impacto?

Na história da humanidade, criar mitos a respeito de poderes sobrenaturais para qualquer tipo de situação que foge ao domínio comum é muito recorrente. Com o Marketing não é diferente, pois esta importante Estratégia Organizacional cresceu muito desde os anos 50 e atualmente conta com infinitas publicações que abordam pontos de vistas diferentes para cada elemento de sua definição. Analisando toda essa evolução, destaco (sob o meu ponto de vista) o que julgo serem os DEZ MITOS DO MARKETING.

Pesquisa divulgada em outubro do ano passado pela Federação do Comércio do Estado do Ceará (Fecomercio) revelou que o nível de endividamento dos fortalezenses tinha aumentado nos últimos 13 meses. E, dentro desse estudo, um dado importante é que um dos critérios que levou os consumidores para estar com dívidas atrasadas é justamente o desequilíbrio financeiro.

Tenho certeza quase absoluta que você começou a ler este artigo, atraído pelas facilidades que o menos pode lhe trazer e que na sua lista de “investir menos" consta palavras como dinheiro, tempo, saúde, paciência e por aí vai. Poderia arriscar dizer que você até aceitaria ganhar o mesmo se fosse para investir menos os que falamos há pouco. Isso tudo porque a maioria de nós tem um paradigma estabelecido que precisamos nos esforçar muito para obter o que queremos. Tudo bem que o sucesso vem antes que o trabalho só no dicionário e concordo com o Dr. Abílio Diniz quando dizia que alguns sonham com o sucesso. Nós acordamos cedo e trabalhamos duro para consegui-lo. Mas tenho uma notícia ruim para te dar: Na verdade ninguém está nem aí com a quantidade de esforço que você faz para ganhar o que você merece.

É verdade sim. Pergunte aos seus concorrentes, seus fornecedores, seus substitutos, seus clientes e os novos entrantes que estão chegando para dividir o seu mercado, se eles têm consideração pelo esforço que você faz para manter o que você conquistou. Pergunte aos seus familiares, pelo menos aos que convivem diretamente com você, se eles consideram sua falta de tempo, de paciência, de saúde para ganhar tudo o que você tem e prepare-se para ouvir algumas críticas dolorosas. Antes que você queira me convidar para tomar alguma coisa e desabafar seus esforços incompreendidos, devo lhe dizer que eles estão certos. Isso porque eles estão muito mais preocupados do que você com a parte mais importante de todo o processo que é o RESULTADO desta conta.

orb.digital