Uma estratégia brilhante, um produto arrasador ou uma tecnologia revolucionária podem colocar a empresa no mapa competitivo — mas só uma sólida execução será capaz de mantê-la ali. Não há nada mais frustrante do que perder uma grande oportunidade por causa de uma execução medíocre.

Veja o que pensa Lourenço Bustani, fundador da Mandalah e considerado pela revista americana Fast Company o brasileiro mais criativo do planeta

Companhias estimulam suas funcionárias a congelar óvulos para adiar a maternidade. Ficção? Não. A medida, adotada pelo Facebook e pela Apple, nos fez questionar: a que ponto poderia chegar a influência do mundo corporativo em nossa vida privada?

Em tempos de múltiplas telas, always on, economia colaborativa e estruturas enxutas com alto empoderamento não cabe mais reclamar das pessoas que têm pressa de avançar na carreira. Nós criticamos a velocidade e altas expectativas delas, mas nos “esquecemos” disso diante do novo aplicativo sensacional, da tecnologia revolucionária ou da campanha super emocionante criada em tempo recorde e sob alta pressão. Um profissional “apressado” e “ambicioso” pode ter o timing perfeito para quebrar paradigmas e mudar a vida de milhões. 

Nós podemos estar caminhando rumo a um mundo no qual dados e estatísticas serão a forma dominante de escolher em quem se confia. Mas, enquanto isso não acontece, os símbolos e sinais que mexem com a nossa visão de mundo irracional continua sendo o que guia nosso pensamento.

Você poderá dizer que encontrou sua vocação no dia em que sua história de vida influenciar seu trabalho – e não apenas o contrário.

Muitos acreditam que viver sua paixão é apenas um sonho, algo que nunca será realizado. Como se isso fosse privilégio de um grupo seleto de pessoas capazes de encontrar trabalhos que amam realizar.

Mas, curiosamente, todos que encontraram sua paixão (ou suas paixões) têm algo em comum: uma carreira gratificante. Só é preciso saber como encontrar isso. E o que fazer quando encontrar. Este é tema de um artigo publicado na revista Time, no mês passado.

orb.digital