Existe um comportamento desgastante do qual muitos de nós, com frequência, somos vítimas: ouvir as vozes críticas escondidas em nossa mente. Quer elas provenham de críticas externas, quer de nossos próprios medos e dúvidas, essas vozes negativas enviam mensagens de que não somos suficientemente bons, suficientemente gentis, ou suficientemente produtivos. A pesquisa mostra que o ecoar de pensamentos negativos em nossa cabeça aumenta nossas chances de depressão, nos isola dos outros, e inibe nossa capacidade de perseguir metas.

Há pessoas que, a despeito do momento em que vivem, mostram-se genuinamente confiantes. É como se a confiança fosse algo com que nós nascêssemos e não precisássemos cultivar dia após dia. O negócio é que essas pessoas são exceção — a maioria de nós é menos confiante do que deveria e até poderia ser. O que fazer então?

orb.digital