Um erro comum em empresas – seguido também por seus funcionários – está em manter uma visão muito simplificada da inteligência emocional. Olhar apenas para características como sensibilidadesociabilidade e o fato de que as pessoas gostam de você não é suficiente. Um líder emocionalmente inteligente também precisa ter a capacidade de oferecer um feedback sincero, ainda que duro, a um funcionário – para que ele possa se desenvolver mais na empresa.

É verdade que manter bons hábitos pode facilitar o caminho para o sucesso. Mas você deve considerar a possibilidade de deixar alguns de lado, sugere Rod Favaron, presidente da empresa de tecnologia Spredfast. Em entrevista à Fast Company, ele explica sua opinião.

Pioneiros, condutores, conciliadores e guardiões - Todas as equipes contêm uma mistura desses tipos de personalidade. Saiba como extrair o melhor de qualquer combinação. 

Certa vez fui chamada às pressas para substituir um palestrante em um evento para gestores de Remuneração e Benefícios! Resultado? Foi um fiasco. Além de chocar a audiência ao falar sobre “benefícios emocionais” que a empresa obtém quando tem um propósito claro e uma cultura orientada às pessoas, recebi questionamentos hostis e deixei muita gente desconfortável.

A gama de cursos gratuitos oferecidos pela FGV Online engloba várias vertentes distintas, como Economia, Direito, Educação e Comunicação, Gestão Financeira, Gestão de Projetos, Gestão Socioambiental, Gestão Empresarial, Gestão de Marketing, Gestão de Pessoas, Gestão de Produção e História e Ética.

“Pai e filho sofrem um acidente terrível de carro. Alguém chama a ambulância, mas o pai não resiste e morre no local. O filho é socorrido e levado ao hospital às pressas. Ao chegar no hospital, a pessoa mais competente do centro cirúrgico vê o menino e diz: ‘Não posso operar esse menino! Ele é meu filho!’.”

Ao ler este texto, a maioria das pessoas fica com ar de questionamento. Como é que o menino pode ser filho da pessoa mais competente do centro cirúrgico se o pai morreu no acidente? Diversas teorias e hipóteses são levantadas sobre o caso: a mãe tinha um caso extraconjugal? Era um casal gay? O pai era adotivo? Ou qualquer coisa que possa dar sentido ao texto.

orb.digital